Expansão energética investirá 1,4 trilhão até 2024

A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) prevê investimentos de R$ 1,4 trilhão na expansão da matriz energética no Brasil nos próximos dez anos. A estimativa consta do Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE 2024), disponível para consulta pública até o dia 7 de outubro.

Só no sistema elétrico serão adicionados, até 2024, 73 mil MW (megawatts) novos na capacidade instalada, com mais da metade desta expansão baseada em fontes renováveis. 

Dos 73 mil, 62,1 mil MW serão de energias renováveis, sendo 27,2 mil MW de hidrelétricas, 18,9 mil MW de energia eólica e 16,4 mil de outras fontes, como pequenas hidrelétricas, biomassa e solar.

A expansão do sistema energético como um todo engloba diversos setores, como os de energia elétrica e de combustíveis.

Sobre a origem dos recursos, 70% virão do setor de petróleo e gás, 27% do setor elétrico e cerca de 3% do setor de biocombustíveis.

O PDE 2024 é um plano que reúne as projeções para o setor de energia do País e a expansão de 55% na capacidade instalada de geração de energia no Brasil.

Entre os principais empreendimentos que deverão entrar em operação nos próximos anos está a Usina Hidrelétrica de Belo Monte. As fontes não renováveis responderão por 11,4 mil MW. 

O plano também estima que a produção de petróleo nacional dobre dos 2,5 milhões de barris por dia para cerca de 5 milhões até 2024, principalmente por causa da camada pré-sal. A demanda interna deverá chegar a 3 milhões de barris, o que permitirá um excedente para exportação de 2 milhões de barris por dia.

A produção de etanol deverá crescer 52%, passando de 29 bilhões de litros para 44 bilhões de litros por ano. Já a produção de gás natural aumentará de 56 milhões de metros cúbicos por dia para 99 milhões.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Agência Brasil e do Ministério de Minas e Energia

Foto: Divulgação/Usina Hidrelétrica de Mauá

Outras notícias que talvez lhe interessem

Compensação ambiental da Rota do Sol destina R$ 568 mil a unidades de conservação

As unidades de conservação federais Parque Nacional Aparados da Serra, Parque Nacional Serra Geral e Estação Ecológica Aratinga, todos no Rio Grande do Sul, receberão cerca de R$ 568 mil a título...

Projeto prevê investimento privado de R$ 100 bi em energia solar até 2030

O Ministério de Minas e Energia (MME) lançou, no dia 15/12, um plano de estímulo para atrair R$ 100 bilhões em investimentos privados para a geração de energia solar até 2030. A meta do Programa...

Geração eólica bate novo recorde na Região Sul do Brasil

Geração eólica bate novo recorde na Região Sul do Brasil

A geração eólica na Região Sul do Brasil bateu novo recorde nesta semana, com 1.262 Megawatts (MW) médios. A quantidade gerada é suficiente para abastecer aproximadamente 5,6 milhões de unidades...

Soluções em meio ambiente
Entre em contato conosco e solicite uma proposta. Temos a solução ambiental ideal para sua empresa.