Oportunidades de investimento no setor elétrico brasileiro são apresentadas nos EUA

O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, apresentou nesta segunda-feira (19) , em Washington, Estados Unidos, as perspectivas de investimentos no setor elétrico brasileiro. Braga exibiu dados da matriz energética brasileira e as oportunidades no setor a representantes de empresas de energia e de outros segmentos da economia norte-americana. Falou, por exemplo, do leilão das hidrelétricas amortizadas, marcado para o dia 6 de novembro deste ano, que poderá contar com investimentos estrangeiros.

"O Brasil, neste momento, não tem restrições a investimentos estrangeiros no setor elétrico. Todas as restrições foram retiradas. O Brasil tem tradição de cumprimento de contratos, e vive momento de realismo tarifário, de grande atratividade e oportunidades para o capital estrangeiro", afirmou. Tais características tornam o setor elétrico uma "ilha de possibilidade de investimentos" dentro de um grande mercado de investimentos muito maior, que é o mercado brasileiro, afirmou o ministro.

O leilão das hidrelétricas, que conta com concessões de usinas nos Estados de Goiás, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e São Paulo, com capacidade total de 6 gigawatts (GW), permite que participem da disputa proponentes brasileiros ou estrangeiros, isoladamente ou em consórcios,  com experiência em operação de  hidrelétricas  de porte similar à que seja objeto do leilão.  Se o proponente participar de um consórcio no papel de operador, terá de deter pelo menos 20% do capital votante.

"Esse leilão é uma grande oportunidade de investimentos para brasileiros e estrangeiros. Todas essas usinas estão no centro de carga, localizadas no sudeste brasileiro", destacou o ministro aos convidados.

As grandes oportunidades de investimentos no setor elétrico nos próximos anos estarão na geração solar, eólica, gás natural e biomassa, apontou o ministro. Em todo o setor energético, Braga afirmou que o mercado de gás natural será um dos que mais devem crescer no País.

Segundo o ministro de Minas e Energia, a energia solar vai crescer cerca de sete vezes até 2024, e a capacidade instalada em energia eólica irá triplicar, dentro do compromisso brasileiro de entregar 20% de sua matriz com energia renovável não hidráulica até 2030.

 Fonte: Ministério de Minas e Energia

Soluções em meio ambiente
Entre em contato conosco e solicite uma proposta. Temos a solução ambiental ideal para sua empresa.

Outras notícias que talvez lhe interessem

Projeto prevê investimento privado de R$ 100 bi em energia solar até 2030

O Ministério de Minas e Energia (MME) lançou, no dia 15/12, um plano de estímulo para atrair R$ 100 bilhões em investimentos privados para a geração de energia solar até 2030. A meta do Programa...

CONCEDIDA A LICENÇA DE INSTALAÇÃO À CARGILL AGRÍCOLA – USINA DE BENEFICIAMENTO DE CACAU

A Ambientare Soluções Ambientais obteve a Licença de Instalação (LI) para implantação da atividade de beneficiamento e moagem de produtos alimentares da Planta Industrial de Beneficiamento de...

Expedição registra exemplar de ave rara no Rio Grande do Sul

Expedição registra exemplar de ave rara no Rio Grande do Sul

Boa notícia para a preservação da fauna brasileira: pesquisadores acabam de registrar um exemplar do cardeal-amarelo (Gubernatrix cristata) na região da Serra Sudeste, no Rio Grande do Sul. A ave...